Menu
A+ A A-

Tributo a Victória (Vicky)

Toda história tem um começo. No caso do Goldentrip um começo marcado por Victória, Goldentrip First Victória. Nascida em 1999, Vicky abriu as portas para a raça dentro e fora do Brasil, se consagrando Campeã Argentina, Brasileira e Canadense e conquistando não apenas títulos, mas o coração daqueles que a conheceram. Com o passar do tempo, teve lindos filhos. Bear, Phoebe e Jessy são apenas alguns dos descendentes que deram continuidade a um programa de criação que fez com que os melhores golden retrievers criados no Brasil fossem seus descendentes.

Ela literalmente transformou a realidade. Não só a raça, mas a minha vida. Veio a nós por uma dádiva, mudou tudo ao meu redor e me rendi a um sentimento único, transferi a ela todo o amor materno que nunca pude dar a um filho. Todo mundo sabe que ela foi a filha que eu não tive. Éramos inseparáveis ao ponto de conseguir nos comunicar através do olhar, por uma lambida ou com um toque de pata. Não poderia ser diferente. Viagens, mergulhos no mar e passeios de barco não faltaram. Rodamos o mundo juntas. Nunca passamos um Natal ou virada de Ano-novo longe uma da outra. Lembranças maravilhosas que jamais serão esquecidas. Nestes mais de 13 anos vivemos momentos maravilhosos. Alguns não tão bons, mas sempre juntas.

 

Hoje não tenho palavras, pois a dor da saudade é muito, muito forte. Filha, agradeço a Deus por ter me dado o prazer da sua companhia. Ninguém vai tomar o seu lugar. Sei que onde você estiver, vai me esperar. Nosso amor não é de uma única vida. Neste momento, também agradeço ao meu marido Marcos Nishikawa, pois sem ele nossos caminhos não teriam se cruzado. Agradeço ainda aos meus pais, irmãos e à minha sobrinha por terem acolhido a Vicky como um verdadeiro membro da família, ao meu grande amigo Daniel Breim, por ter escolhido a Victória dentro de uma ninhada tão linda e, por fim, à Dra. Adriana Varella, que cuidou da Vicky com o maior carinho e profissionalismo deste mundo.

 

Vicky, devemos tudo o que somos hoje a você. Descanse em paz e fique tranquila. Por que a tua missão foi cumprida com louvor. Tenho certeza de que Deus te recebeu de braços abertos. E quanto a nós, um dia voltaremos a nos encontrar. Até lá, sentirei saudades eternas.

 

Um beijo da pessoa que mais te amou neste mundo, Carol.

Deixe um comentário

Logar para postar comentários
voltar ao topo

Login or Sign In