Menu
A+ A A-

História

Desde que me lembro como gente, lembro também de algum grande amigo de 4 patas .Tenho convivido com cães desde os 05 anos de idade. Com 12 anos comecei a criar a raça Saluki (vide foto) sendo o introdutor desta raça no Brasil, além de ter sido um dos organizadores da única exposição especializada da raça em 1980.

Em 1986, uma fase da vida sem cachorros, onde as formas de lazer mudaram dos amigos caninos para praia, mar e surf; cheguei a achar que a cinofilia tinha sido uma página virada de minha vida. Neste verão em Garopaba - Santa Catarina, vi pela primeira vez um filhote de Golden Retriever, tive de comprar o TRIP; "foi mais forte do que eu". Quando voltei para Sampa, minha mãe assim que nos viu, entendeu: "Ai meu DEUS... Vai começar tudo DE NOVO". TRIP e eu vivemos muitas aventuras juntos; moramos na Bahia, viajamos o Brasil de Norte a Sul, fizemos amigos em toda parte e por onde passávamos, todos ficavam intrigados com este lindo, fiel e excelente temperamento deste meu amigo dourado, sem dúvida um expressivo representante da raça Golden Retriever; hoje, com seus 13 anos, TRIP anda sem guia, adora o mar e ainda me traz sua bolinha. Outro ponto de vista...

Meu nome é TRIP, tenho 13 anos, nasci em Bagé - RS, fui vendido aos meus humanos na praia da Ferrugem em Garopaba - Santa Catarina. No inicío eu tinha 05 humanos como donos, pois por não terem dinheiro suficiente para me comprar fizeram uma "vaquinha". No final do verão, conheci São Paulo, meus donos voltaram para as aulas e já que apenas um deles morava em casa, fui alocado provisioriamente. Morávamos em frente ao parque do Ibirapuera, cresci andando no parque, viajando todo final de semana, voltava para Garopaba todo ano, a vida era só lazer, andava sem coleira e comia churrasco todo final de semana. (De uns tempos para cá, inventaram que a melhor comida para cachorro é a tal de PEDIGREE ADVANCE, os novos comem e gostam, mas eu vivo falando que como comedor de picanha, maminha, linguiça e tudo mais que um bom gaúcho como eu aprecia e praticamente impossível mudar meus hábitos).

Fui previlegiado; tive inúmeras namoradas; acho que tenho quase 100 filhos por este Brasil, Ahh... um na Florida -USA, outro na Alemanha e dois netos na Argentina. Vi meu humano começar a usar gravata; vi meu dono arrumar uma dona da mesma espécie; vi minha raça ser difundida; "Vi os tempos mudarem e sei que em breve o futuro se fará presente e assim só nos restarão as lembranças... E gostaria que todos se lembrassem de mim; COMO TUDO COMEÇOU... O Testamento de Trip Nascimento: 15/11/1985 Morte: 22/10/2000 Marcos Nishikawa, Minhas posses materiais são poucas e eu deixo tudo para você...

Uma coleira mastigada em uma das extremidades, faltando dois botões, uma desajeitada cama de cachorro e um pote de água que se encontra fendada na borda. Deixo para você metade de uma bola de borracha, uma boneca rasgada, que você vai encontrar debaixo da geladeira, um ratinho de borracha sem apito, que está debaixo do fogão da cozinha e uma porção de ossos enterrados no canteiro de rosas, e sob o assoalho de minha cama. Além disso, eu deixo para você a memória, que, aliás são muitas. Deixo para você a memória de dois enormes olhos marrons, a memória de uma cauda longa e peluda, de nariz molhado e de choradeiras atrás da porta. Deixo para você uma mancha no tapete da sala de estar junto à janela, quando nas tardes de inverno eu me apropriava daquele lugar, como se fosse meu, e me enrolava feito uma bolinha para pegar um pouco de sol. Deixo para você um tapete esfarrapado em frente à sua cadeira preferida, o qual nunca foi consertado com o tipo de linha certo, essa é a verdade.

Eu o mastiguei todinho, quando tinha ainda cinco meses de idade, lembra-se? Também deixo para você a memória da primeira surra que levei e também todo o meu esquecimento. Deixo para você um esconderijo que fiz no jardim, debaixo dos arbustos perto da varanda da frente, onde eu encontrava asilo durante aqueles dias de verão. Ele deve estar cheio de folhas agora, e, por isso, talvez você tenha dificuldades em me encontrar. Sinto muito! Deixo, também, e só para você, o barulho que eu fazia ao sair correndo sobre as folhas de outubro, quando nós vagabundeávamos pelo parque do Ibirapuera Deixo, ainda, a lembrança de momentos dos fins de semana nas praias, onde pela manhã nadávamos juntos, nossas caminhadas em lugares pitorescos. Deixo-lhe como herança minha devoção, minha simpatia, meu apoio quando as coisas não andavam bem; meus latidos quando você levantava a voz aborrecido... Te consolei quando você perdeu seu primeiro amor, comemorei com você seu primeiro emprego.

A minha frustração por não ter sido a dama de honra de seu casamento, hoje até entendo o padre não ter achado uma boa idéia. Aguardei com ansiedade o tempo que você morou fora, foram os 18 meses mais longos de minha vida. No entanto, mesmo sem haver falado sequer uma palavra em toda a minha vida, deixo para você exemplo de paciência, de amor e compreensão. Sua vida tem sido mais alegre porque eu vivi. "MEU TRIP, descanse em paz, velho amigo. O que você um dia começou tomou proporções enormes! A raça golden retriever está fixada no BRASIL. Mas confesso que se começássemos de novo , me preocuparia menos em criar e viveria nossos momentos com mais intensidade." Virando Canil... A raça Golden Retriever é realmente especial!

Por isso, não demorou muito para que toda a família estivesse envolvida com os cães e assim o número de Goldens em casa começou a crescer... a ´goldenmania´ atingia os vizinhos, os amigos e os amigos dos amigos... todos queriam ter um Golden! E assim, acabamos virando o Golden Trip's Kennel. Nesta época (1998), o plantel da raça era absurdamente atípico e heterogêneo... A maioria dos cães eram extremamente leves, pequenos, sem pelo... de GOLDEN RETRIEVER só tinham mesmo o dourado da cor. Por isso, deste então, nosso principal desafio foi buscar a perfeição dentro dos padrões da raça! Tínhamos e estamos tendo um longo caminho pela frente. O primeiro resultado prático desta busca pela perfeição, foi o prêmio da CBKC (entidade que organiza a criação brasileira de cães de raça pura) ao Golden Trip's Kennel: Melhor Canil Criação Nacional do Ranking de 1998 (vide jornal CBKC). Nosso canil produziu os melhores goldens do ranking das associações CBKC e ACB dos anos de 1994, 1995 e 1996; em 1997 moramos nos EUA, em Boston, onde aprimoramos nosso conhecimento da raça e principais doenças genéticas; participamos de clubes de RESCUE onde realocávamos goldens abandonados. Esse ano foi importante pois trocamos experiências e aprendemos com os TOP BREEDERS como criar e o que buscar para aperfeiçoar a raça.

Atualmente Golden Trip's Kennel possui Goldens em idade reprodutiva além dos nossos queridos Goldens já aposentados. Deste plantel, vários cães foram importados dos melhores canis e linhagem americanas com o objetivo de aprimorar nossa linhagem e obter maior homogeneidade dos cães. Desde 1997, os cães são submetidos a exames para controle de displasia e brucelose. Apenas aqueles que são aprovados nestes testes seguem na reprodução... os que obtém alguma restrição, são encaminhados para lares especiais, onde continuarão tendo a boa vida que todo Golden merece. 2001 foi um ano de grande comemoração para o Golden Trip's Kennel que conquistou o prêmio de MELHOR CRIADOR ENTRE TODAS AS RAÇAS. Este ranking nacional, patrocinado pela Pedigree, é um espelho do trabalho sério e consistentes que procuramos realizar pela raça trabalho esse que contou com a ajuda de cada um dos nossos amigos e proprietários de nossos cães! Obrigado a todos por mais esta conquista do Golden Trip's Kennel. 2001 também marcou uma nova fase para o Golden Trip's Kennel.

A partir deste ano, incorporamos nossa nova sócia, Ana Carolina Navarro, que além de ser uma proprietária excepcional para seus Goldens, especialmente a grande vencedora Golden Trip's First Victoria, ajudou decisivamente nas tarefas de seleção e pesquisa de novas opções para nossa criação. Os primeiros resultados desta parceria começam a aparecer no início de 2002, com a estréia em pistas da hoje famosa "Ninhada de Ouro". Hulk, Dusk, Magic e Sandy viriam a revolucionar a raça e a criação de Goldens no Brasil. E foi em 2002 que mais uma vez vencemos o ranking da raça no Brasil, graças à colaboração e empenho de nossos amigos e clientes.

Finalmente em 2003 nosso companheiro Dieter Gogarten juntou-se a nós, contribuindo ainda mais para a divulgação institucional de nosso canil. Nesse mesmo ano conquistamos ainda três feitos inesquecíveis: inauguramos as novas e modernas instalações do nosso canil, tivemos o orgulho de colocar um de nossos cães, Golden Trip's Limited Edition (Hulk) no ranking dos dez melhores cães do ano, feito inédito para a raça na história, e pela primeira vez dois cães da raça, Victoria e Sandy, de criação nacional, obtiveram seus títulos de Campão Canadense numa meteórica campanha naquele país

 

{fcomment} 

 

 

Deixe um comentário

Logar para postar comentários
voltar ao topo

Login or Sign In